Regina Duarte e eu: quem nos viu, quem nos vê.

O que terá acontecido para que a doce, progressista Regina Duarte de quarenta anos atrás se transformasse em uma pessoa agressiva, ultraconservadora, inimiga visceral de tudo que cheire ou soe a esquerda?

Captura de Tela 2017-03-26 às 22.46.34

 

No começo de 1978, quase quarenta anos atrás, portanto, fui candidato a deputado pela primeira vez. Meu comitê ficava numa salinha minúscula da rua Artur de Azevedo, em Pinheiros, e a frota de veículos da campanha se resumia a uma Brasília amarela (sim!), a mesma que eu usava para ir e voltar todos os dias, do trabalho para casa.

 

Pois um dia bateu à nossa porta, espontaneamente, a atriz Regina Duarte, com quem eu não tinha qualquer relação. Regina fez caminhadas conosco, assinou manifestos pedindo votos para mim e ajudou muito na campanha. Fui eleito e, quatro anos depois, na campanha que me reelegeu, lá estava ela de novo, disponível e animada.

 

Passam-se os anos e Regina parece ter-se convertido numa pessoa ultraconservadora, intolerante e agressiva, muito agressiva contra tudo o que seja ou pareça ser de esquerda. Eu, cá do meu canto, continuo o mesmo de quarenta anos atrás. Talvez até fosse ainda mais radical e carbonário naquela época do que sou hoje. Basta dar uma espiada nas minhas propostas políticas de então, que ela apoiava, para ver isso. Na essência continuo defendo as mesmas ideias, mas hoje de uma forma menos incendiária.

 

O que terá acontecido com a Regina Duarte? Tenho muita curiosidade a respeito do seu processo de conversão política. Vou ver se ela topa dar uma entrevista ao Nocaute sobre o assunto.

 

 

 

33 Comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Nonato Luz

21/10/2017 - 13h38

Fernando,

Esvurma o Levi….

Responder

ciça

22/04/2017 - 07h45

Simples: Ela virou uma das maiores latifundiárias de terras do país! 😉

Responder

tiao

29/03/2017 - 13h03

Meu querido(a) Manu,me perdoe mas me nego a fazer uma rima com seu nome.

Responder

Manu

28/03/2017 - 14h49

Quer dizer que vc se orgulha de manter as mesmas taras ideológicas de 40 anos atrás ?

Complicado…

Responder

Levi

28/03/2017 - 11h55

O que aconteceu e que ela conseguiu abrir os olhos, ao passo que muitos continuam cegos pela ideologia esquerdista, onde o roubo e permitido, desde que seja para sua corja. Pior cego e aquele que não quer ver é aquele que quer que os outros vejam o que ele imagina.

Responder

Eunice

28/03/2017 - 09h08

Não sei…por precaução faça uma sessão de descarrego após a entrevista. Essa mulher tem um olhar…..Uma energia…Como diz o vlho ditado: ” Eu não acredito em bruxas. Mas que elas existem, existem.” rsrsrsr
Aguardarei, rezando!

Responder

Jboni

28/03/2017 - 06h57

Tá aí um bom assunto para se fazer uma pesquisa política sociológica: não conheço gente de direita que se tornou de esquerda, mas, ao contrário, tem uma imensidão. No caso da Regina, foi o convívio com a Globosta e a atividade de grande pecuarista, que deve ouvir bastante esses fascistas da UDR, contrário ao MST, etc, enfim, se tornou um deles.

Responder

João José de Oliveira Negrão

28/03/2017 - 00h50

Sem dúvida o tema e a personagem renderiam uma bela pauta, embora ela não seja a única. Entre outras e outros, lembro, lá atrás, da Ruth Escobar escolhendo, tranquila, “entre Sartre e um encanador”…

Responder

EDILBERTO PIRES

27/03/2017 - 23h40

Por favor faça isso busque entrevistá-la, não pode derrepente uma atriz de conceito, pelo menos eu tinha por ela admiração, estranha-me e surpreende, voltar-se ou devotar-se tanto aos Dóereas- Trump da vida, complexo de vira lata. O que mudou, os sentimentos, só lhes interessam os milionariozinhos de agora??? descartáveis nos outros modestos apreciadores etc. os papeis interpretados não lhes deu nada de que aproveitasse???virou batedora de panelas “chik”? ou a guerra que anunciou se LULA FOSSE PRESIDENTE, NÃO ACONTECEU DAÍ A VINGANÇA??? OU SÓ POR SER, Ele LULA, PROBO, HONESTO, EDUCADO, MODESTO E SIMPLES O PRESIDENTE exemplo para o mundo, AGORA É O MOTIVO DE TANTO Ódio. EMBORA, FAÇA PROPAGANDA PARA AS CASAS ANDRÉ LUIS UM ENTIDADE instituição ESPÍRITA nem isso sensibilizou-a ??? NÃO CONTEVE??? CONVERTEU ALGUMA RELIGIÃO QUE PREGA UM DEUS RANCOROSO, ODIENTO E MATERIALISTA?? SERIA ISSO O QUE AFINAL DO REGINA DUARTE indagaria: O BEM QUE O PARTIDO DOS TRABALHADORES – PT de LULA, CAUSOU LHES adoeceu TANTO ÓDIO?? ACREDITAR EM DEUS E SER CRISTÃO É ADOTAR OS SEUS ENSINAMENTOS ORA, ATÉ OS ATEUS SABEM MELHOR LHES DAR COM ISSO. NÃO AO ÓDIO O PRECONCEITO OU QUALQUER SENTIMENTO QUE DEGRADE O SER HUMANO. traz recalque e revoltas.

Responder

Luiz Berriel

27/03/2017 - 19h57

Gente. Vocês se esquecem da história? Acontece que a viúva Porcina fez acordos com o seu amante fazendeiro Sinhozinho Malta e morrem de medo de que o herói Roque Santeiro volte para fazer justiça. É isso que se passa na cabeça dessa Rainha da Sucata Brasil.

Responder

Celso

27/03/2017 - 18h12

As pessoas ficam com um poder aquisitivo muito alto e não estando preparados para que atinjam um grau de riqueza se entregam ao modelo de forma absoluta e ideologicamente se compromete com o sistema por que acha que é graças ao sistema ela chegou ao grande estágio da sua vida. Acho que é isso! Já percebi que amigos meus com essa condição de vida se modificaram profundamente a ponto de não mais se relacionar com as pessoas que fizeram partes da sua vida na infância ou juventude. Algumas até para esquecerem do passado de dificuldades em que viviam ou por se acharem superiores por terem atingido sua condição social.

Responder

Célio canuto

27/03/2017 - 18h08

Caro Fernando, também tenho curiosidade de saber o motivo que leva algumas pessoas a mudarem de conduta. Pessoas que de certo modo acreditávamos ter bom senso​. Acredito que não deva ser um processo muito fácil, quando as pessoas estão investidas de boa vontade. Ou de repente é o pior mesmo, quando a gente por algum motivo não enxergamos o lado mesquinho das pessoas.

Responder

Márcio Molinari

27/03/2017 - 15h31

O que me vem à mente é que agora, como antes, o interesse é puramente econômico. Não há qualquer ideologia na sua ações aparentemente políticas. Seu talento dramático parece continuar elogiável. No entanto, antes, aproximar-se dos interesses dos operários, movimentos feministas, minorias, etc, aumentava sua popularidade. Aumentava então o espaço na TV e o faturamento da “namoradinha do Brasil” com comerciais. Substituída pelas novas gerações e com o espaço minimizado na TV Globo, passou a faturar na pecuária. Os interesses econômicos são outros. Não há qualquer ideologia.

Responder

José Claudio dos Santos

27/03/2017 - 12h50

Caro Fernando, você acredita mesmo que ela toparia? Seria muito interessante, no entanto, não vejo isto acontecendo. Fernando, sem quere censurar ninguém, mas não seria o caso de barrar as opiniões divergentes ideologicamente deste site? Afinal de contas, deixa eles se manifestarem nos grupos de direita. Eles já tem espaço demais da conta para falar bobagem. Olha o que deu o republicanismo da presidenta Dilma. Abração.

Responder

    Levi

    28/03/2017 - 12h05

    Tipico pensamento da esquerda. Liberdade de expressão e bom quando e a favor da gente. Quando e contra e melhor não deixar escrever. Para os amigos tudo. Para os inimigos a força da Lei.

    Suely

    29/03/2017 - 12h40

    Concordo contigo. Acho lindo a liberdade de escolha que isso ressalta… mas eu jamais iria num jogo de futebol, com a camisa do meu time, no meio da torcida rival …acho pura provocação !

cesar

27/03/2017 - 12h46

Eu duvido que essa senhora aceite este convite. Até pq, para vc defender idéias, vc tem que ter fundamentação…e é aí que mora o perigo

Responder

Ivete Monteiro

27/03/2017 - 11h30

Mestre,
Eu tenho uma teoria:
Em uma das dezenas de cirurgias plásticas que ela fez, implantaram um chip no lóbulo frontal dela.
Ou será que a pele ficou tão esticada, que está comprimindo o cérebro?

Responder

    Regina

    27/03/2017 - 19h57

    Hahaha, muito boa essa!
    Mas falando sério, pecuarista pensa e fala como pecuarista, já dizia Marx.

    Levi

    28/03/2017 - 11h59

    Verdade. Mas ela deve ter feito as cirurgias plásticas no mesmo lugar que a “dona” Marisa e a Martha fizeram. Será que implantaram algum chip nas duas também ???

Gabriela Favre

27/03/2017 - 10h21

Um palpite. Ela ganhou muito dinheiro da Globo, tornou-se ruralista. Hoje seus pares continuam sendo a Globo e todos os ruralistas sanguinários grileiros q temos Brasil adentro.

Responder

    cesar

    27/03/2017 - 12h43

    Disse tudo Gabriela Favre.

Cassandra

27/03/2017 - 10h16

virou fazendeira, ué

Responder

Marley

27/03/2017 - 10h12

Virou pecuarista!!!

Responder

Flávio Nascimento

27/03/2017 - 08h21

Isso seria sensacional! Apesar de ter uma preguiça enorme de conversar com pessoas do perfil dela, acho superimportante haver esse “debate” (rs) e prometo que lerei e compartilharei, se acontecer, o que duvido.
Ah, e parabéns pelo site e tb por envelhecer sem perder a dignidade e a lucidez. E a bio do Lula, sai quando? Louco pra ler…
Saudações

Responder

Milton Telesca Barbosa

27/03/2017 - 08h10

Prezado Fernando Morais. Sou seu admirador mas gostaria que o senhor se pronunciadas sobre está esquerda que levou aonde estamos.
Nós desiludidos com a roubalheira de Sérgio Cabral , Lula e seu séquito.
Atenciosamente
Milton Telesca Barbosa

Responder

    Di Hernandes

    28/03/2017 - 11h41

    Ah, Fernando Morais não responda ao Milton, não! Ele não entendeu nadinha da matéria, imagine se vai entender alguma coisa que você escrever…

Dão Ferreira

27/03/2017 - 07h23

Seria interessante Fernando, saber que diabos tentou essa ex moça!

Responder

Cláudio Novoa

27/03/2017 - 01h24

A revi na gravação do ‘Persona’, da TV Cultura.
Muito doce e solicita com a plateia, onde eu também estava.
Devem ser os muitos ânus de Gróbo.
Se nós, que estamos cá fora, sofremos com a manipulação e mentiras, imagino ela, alma de artista o que deve ter passado.
Aguardo sua entrevista.

Responder

Zibinho Meireles

27/03/2017 - 01h01

Essa é a Regina Duartinha do Brasil, a Janaína Pascoal. Decadência total!!!

Responder

carlos jorge martins.

26/03/2017 - 23h51

Se Tornou Menor Que Uma Batatinha.

Responder

Sonia maria rodrigues

26/03/2017 - 23h24

O dinheiro muda tudo!!!

Responder

    Levi

    28/03/2017 - 12h01

    Pura verdade. Vide Lula e cia.

Deixe uma resposta

Recomendadas