Todas as matérias: Gabriel Priolli

​No carnaval politizado, o Brasil polemiza ao samba das ilusões

Neste sábado, tem bis do desfile carioca e, desta vez, na tela estatal da TV Brasil. Com grande expectativa sobre a linha narrativa da transmissão.

Briga conjugal: Folha deixa o Facebook por assédio de mercado

Abstenha-se de rir com a insinuação da Folha, de que, ao contrário do Facebook, ela ofereceria pontos de vista contraditórios, nas incontáveis acusações que veicula, ou que ela mesma faz. Gargalhe disso outra hora. Atenha-se aos números, que é disso que trata o jornal.

Na TV e na internet, os golpistas manipulam para defender o indefensável

Vale tudo por dinheiro, ou um punhado de likes, no regime pós-democrático que a mídia vende como ótimo - com muita propaganda.

Um AI-5 sob medida para Lula, o eterno culpado

Saibam desde logo aqueles que o defendam e dele digam ser inocente e isento de culpa, que serão igualmente culpados desse culposo dizer e culpados porque cuidados em desculpar, o que é prática indesculpável em nosso meio, tão zeloso de seus deveres com o bem inculpar.

A mídia prepara o julgamento de Lula: A sentença é irretocável e contestá-la será baderna

O julgamento do ex-presidente Lula definirá o futuro de uma nação que se encontra em guerra política desde 2013.

Brasileiro preso na Venezuela foi fake news programada

A mesma mídia que agora, constrangida, noticia essas explicações do fraudador é incapaz de reconhecer claramente a fraude e se desculpar por ela

Polícia Federal mira nas fake-news, mas esquece um suborno real

Um ambiente de pós-verdade não se faz apenas com notícias falsas, mas também com fatos verdadeiros que a mídia oculta e o poder de estado deixa nas sombras

Acabar com a EBC é a fake news de Alckmin para coroar 2017

O ano tenebroso de 2017 não poderia acabar sem algo que foi típico dele, no mundo da política e da comunicação: uma boa fake news. Disse sua excelência o governador dos paulistas, Geraldo Alckmin, que vai acabar com a EBC-Empresa Brasileira de Comunicação, caso os brasileiros cometam o desatino de colocá-lo na presidência da República, no próximo outubro.

Dois caminhos para os jornalistas, no passaralho de Natal

A comentarista econômica Thais Heredia foi demitida da Globonews, sem aviso prévio ou choro posterior. E o colunista político José Roberto Toledo deixou o Estadão, aparentemente de moto próprio, no rumo da revista Piauí.

A turma do algoritmo denuncia o monstro que criou nas redes sociais

Estes ciclos - ou o que mais genericamente entendemos aqui como algoritmos - produziram um mundo "sem discursos civis, sem cooperação, com desinformação, com falsidade”, que está "corroendo as bases fundamentais de como as pessoas se comportam consigo mesmas e com as outras”.

O abandono de Tiririca é metáfora da velha mídia

Na hora da despedida, Tiririca diz que sai com vergonha dos colegas, mas não quer generalizar. "Eu jamais vou falar mal de vocês e não vou falar tudo que vi e  vivi aqui", ele garante. É o farisaísmo clássico, igualzinho ao da velha imprensa. Aponta mazelas, fomenta a vergonha alheia, mas nunca se inclui no que está errado.

Censura da Globo a desenhista é um fiasco dos dois

Só o que o povo pode debater nesse episódio é a seletividade da TV Globo na gestão de marcas e ícones, e a falsa coragem de Gabriel Bá em mostrar-se socialista.

Fim da neutralidade de rede nos EUA ameaça a colônia

O sistema de poder antinacional e antipopular instalado no Brasil desde o golpe não se cansa de combater o Marco Civil da Internet e faz vista grossa à violação constante da neutralidade de rede que ele obriga. A decisão americana pode ser a vitamina que ele precisa, para destruir mais esse direito do povo brasileiro.

Novo Conselho de Comunicação Social é o clube patronal de sempre

O Conselho de Comunicação Social jamais atendeu à expectativa de que atue de forma equilibrada, zelando pelos interesses dos três lados da relação comunicativa: os empresários, os trabalhadores e o público. Configurou-se como um clube patronal, um Instituto Millenium em prédio público, que jamais imporá medidas de contenção às empresas.

O “suposto” racismo no noticiário sobre o caso Waack

É o jeito que encontram de noticiar o que não gostariam, mas que se converteu inexoravelmente em notícia, até porque a sua consequência mais imediata foi um fato inequívoco.