Separatistas firmam acordo para voltar à presidência da Catalunha

Ex-presidente Puigdemont, que está na Bélgica, propôs tomar posse via Skype ou com discurso lido por outra pessoa

O ex-presidente da Catalunha Carles Puigdemont pode voltar ao comando da região. Um acordo foi firmado entre o partido que o representa, Juntos pela Catalunha, e o aliado Esquerda Republicana da Catalunha (ERC) para empossar o ex-presidente, que está foragido em Bruxelas.

Puigdemont deixou o cargo no final de 2017, após intervenção do governo espanhol na região. O ex-presidente é procurado pela Justiça espanhola por crimes relacionados à declaração da independência da Catalunha e propôs tomar posse via Skype ou com discurso lido por outra pessoa.

Nas eleições para a Generalitat, convocadas por Madri após destituir o governo regional, o Juntos pela Catalunha obteve 34 deputados, a ERC, 32, e a CUP (Candidatura de Unidade Popular), 4 – garantindo ao movimento uma maioria absoluta no Parlamento.

Nenhum Comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Deixe uma resposta

Recomendadas