Portugal: incêndio deixou pelo menos 62 vítimas fatais

Espanha e França mobilizaram ajuda para controlar o fogo e assistir as vítimas do incêndio

Segundo a Defesa Civil, pelo menos 62 pessoas morreram no incêndio que começou neste sábado (17/6) em Portugal. Cerca de 60 estão feridas, duas delas em estado grave.

Nesta segunda-feira, há 2 mil bombeiros combatendo o fogo, de acordo com a agência de notícias EFE.

Foi impossível controlar durante a noite o fogo, que afeta os distritos de Leiria – onde começou o fogo e onde se concentram mais meios de combate -, Coimbra e Castelo Branco, todos no centro do país.

A causa mais provável do incêndio foi a queda de um raio em uma árvore, segundo disseram fontes da Polícia à agência EFE.

O primeiro-ministro, António Costa, visitou a região atingida e declarou que “seguramente é a maior tragédia nacional” dos últimos anos no país. O governo português decretou três dias de luto nacional por conta do incêndio.

Nenhum Comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Deixe uma resposta

Recomendadas