Listando 61 matéria(s) da categoria

Comportamento

Mais outra coisinha só, sobre o capitalismo.

Capitalismo é o Midas que encosta em tudo e transforma em mercadoria. Qualquer tipo de subversão dele ele transforma na versão dele.

Teixeira Gomes e o envelhecimento

A leitura da biografia de Teixeira Gomes, presidente de Portugal de 1923 a 1925, leva o jornalista, escritor e dirigente comunista português Miguel Urbano Rodrigues a refletir sobre a vida, o amor e a velhice.

Nocaute e Momo – I

O carnaval de rua, emparedado entre o poder público e os patrocinadores. O historiador, professor e escritor Luis Antonio Simas fala sobre as mudanças no carnaval de rua diante das pressões do mercado. Imagens e entrevista: José Eduardo Pachá.

Nocaute e Momo – II

O ziguezague dos enredos das escolas, da esquerda à direita. Depende de quem manda. O professor e jornalista especializado em carnaval, Anderson Baltar, fala das tradições das escolas de samba e sua ligação com a política. Imagens e entrevista: José Eduardo Pachá.

Só mais uma coisinha sobre o capitalismo.

Tem um pânico que se instaura dentro da estrutura do nosso pensamento capitalista que é quando a gente fala de acesso livre e democrático a todos. O primeiro pânico que vem é: nossa mas se todo mundo tiver tudo o que vai acontecer?

O Capitalismo não é pessoal.

O capitalismo não é uma questão pessoal. Parem de propor saídas individuais pro capitalismo porque não resolve nada. Porque as soluções individuais como trabalhar por conta própria, não te tira do sistema explorador que é o capitalismo.

Pastor Ariovaldo: se ainda houver decência, é imperativo que o Impeachment seja anulado.

Outra coisa, se houver eleições, não precisaremos de, apenas, um novo presidente, precisaremos de um líder nacional, com capacidade de convocar e emular a nação a se reinventar… Conhece alguém? Então, é ele lá!

Riqueza no lombo de quem

A principal defesa que eu percebo no capitalismo que é trágica, é a defesa do empresário como gerador de riqueza. Porque quem gera riqueza é o trabalhador. Empresário não existe sem trabalhador.

BocaLivre: tradição e modernidade se encontram nas ruas da Mooca.

Depois de visitar a Di Cunto, um polo que representa a melhor tradição culinária da Mooca, entramos no Hospedaria, polo da modernidade e a cara da nova Mooca. Por Carlos Alberto Dória

Pela patologização do acúmulo.

Tem algumas coisas que não são privilégios, são direitos. Casa, comida, educação e transporte são direitos! Isso não pode ser um merecimento.

A desumanização do humano.

Quem te deu o salvo-conduto pra desejar a morte de alguém? Porque Jesus não foi. Presos são humanos, a D. Marisa é humana, você deveria ser mais humano também.

Macbeth ou O Poder Corrompe

A gente fica olhando pra isso e pensando, a que preço se faz isso? Qual é o preço desse poder e o quanto o poder tem a capacidade de corromper o que tem de humano na gente?

Mania de privatizar

Importante que a gente se conscientize de que o que é público é nosso. É muito entreguista você dar por pressuposto de que o estado é incompetente sem tentar tornar o estado competente. Se apropriar dos mecanismos de deixar esse estado competente.

Discurso de ódio mata

Essa chacina é um feminicídio. É um ataque expresso contra mulheres. Ataque expresso às mulheres que esse discurso conservador, que esse pensamento retrógrado, conservador e machista não aprova. Mas como o machismo é arraigado na sociedade, uma coisa entranhada, difícil de perceber a gente não encara esse cara com um terrorista.

Souvenires 2016

O primeiro souvenir é confetinho tchau querida, um papelzinho brilhante e vergonhoso recolhido no vexame do impeachment. Ele acompanha um 'botom' pela minha família e pelo aniversário da minha neta Marina.