Procuradoria tem cinco dias para decidir se denuncia Temer

Relatório parcial da PF considera que o presidente cometeu corrupção passiva; ainda não foi concluído o laudo das gravações apresentadas por Joesley Batista em acordo de delação

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin abriu o prazo para a Procuradoria-Geral da República se manifestar sobre o inquérito aberto para investigar o presidente Michel Temer.

A partir da intimação, a PGR terá prazo legal de cinco dias para decidir sobre eventual denúncia contra o presidente e outros citados nos acordos de delação da JBS. Entre eles, o ex-assessor e ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Leia mais:
Você sabe onde estão os R$ 35 mil que sumiram da mala de R$ 500 mil do deputado Loures? Viraram cocô.

A PF já enviou ao STF um relatório parcial sobre o inquérito aberto para investigar Temer a partir das delações, mas pediu uma extensão do prazo para concluir a investigação. Ainda falta concluir o laudo das gravações feitas pelo empresário Joesley Batista com o presidente.

Fachin não mencionou o pedido da Policia Federal para prorrogar por mais cinco dias. No início do mês, a investigação já havia sido prorrogada pela primeira vez.

No relatório, o delegado Tiago Machado Delabary afirma que os indícios colhidos até o momento indicam a prática de corrupção passiva. Da Rússia, Temer disse que não se manifestará sobre o conteúdo do relatório por se tratar de uma questão jurídica, e a defesa dele pediu acesso ao relatório preliminar.

Leia também:
Por Eric Nepomuceno: Depressão pós-golpe

“Diante do silêncio do mandatário maior da Nação e de seu ex-assessor especial [Rodrigo Rocha Loures], resultam incólumes as evidências que emanam do conjunto informativo formado nestes autos, a indicar, com vigor, a prática de corrupção passiva”, diz o delegado no relatório, divulgado pelo STF.

A investigação constatou também que Joesley Batista e o diretor de Relações Institucionais da empresa, Ricardo Saud, cometeram crime de corrupção ativa.

Um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

C.Poivre

23/06/2017 - 13h17

Moleques de Curitiba lavam o dinheiro sujo que vem dos EUA para a Farsa a Jato com “palestras” milionárias, filmecos de origem desconhecida e livrinhos autopromocionais:

http://www.tijolaco.com.br/blog/dr-deltan-o-senhor-pode-provar-que-nao-foi-lavagem-de-dinheiro/

https://caviaresquerda.blogspot.com.br/2017/06/militante-extremista-dallagnol-recebeu.html

Responder

Deixe uma resposta

Recomendadas