Não podemos fazer o o jogo do inimigo

Lutar pela democracia hoje é lutar para que Lula tenha garantido o direito de ser candidato. Conclamo a militância da esquerda a desligar a Globo e marchar para Curitiba. O desafio da resistência democrática é impedir que encostem a mão no Lula.

Captura de Tela 2017-04-20 às 09.25.06

 

Por Wadih Damous*

 

Com o nítido objetivo de atingir Lula e o PT, além de criminalizar a atividade política, a Rede Globo noticia a megadelação dos mafiosos da Odebrecht na base da enxurrada, atirando na mesma vala comum casos de enriquecimento ilícito, caixa dois e doação legal.

Nesse vale tudo para deslegitimar a política, a mídia monopolista conta com o apoio decidido de seu sócio na aventura golpista, o sistema de justiça. A propósito, O Dia da Infâmia, 17 de abril, acaba de completar um ano.

Desde que uma assembleia de bandidos comandada por um bandido abriu caminho para a cassação da presidenta Dilma, o Brasil segue sua toada rumo às trevas, com a entrega das nossas riquezas aos estrangeiros e a liquidação de direitos e conquistas trabalhistas, previdenciárias e civilizatórias.

Em pleno estado de exceção, fruto da revogação dos direitos e garantias individuais, e do engolfamento das instituições políticas da República pelo Judiciário e Ministério Público, o estardalhaço em torno da delação dos donos e executivos da Odebrecht está umbilicalmente ligado à aproximação do depoimento de Lula a Moro marcado para 3 de maio.

Para simular isenção, tucanos de alta plumagem são citados em tenebrosas transações e o presidente ilegítimo Temer é acusado de negociar 40 milhões de propina dentro do Palácio. No entanto, esses casos merecem da mídia velhaca apenas uma cobertura lateral, envergonhada e sem nenhum destaque.

Já às acusações contra Lula são destinados 60% do tempo das últimas edições do Jornal Nacional. As ilações contra o ex-presidente ocupam todas as manchetes dos jornalões e revistas semanais. Tudo porque Lula é o inimigo a ser batido. Só ele tem couraça para enfrentar e derrotar as arbitrariedades do sistema de justiça que governa o Brasil bem como qualquer outro candidato que apareça pela frente, como mostram todas as pesquisas.

Enquanto Aécio Neves, José Serra e Geraldo Alckmin são alvos de graves denúncias de recebimento de milhões no exterior, Lula é massacrado porque o mafioso-mor da Odebrecht, na certa falando o que o juiz Moro quer ouvir, delata a abertura por parte de sua empresa de uma “conta amigo”, a ser movimentada por Lula na medida de suas necessidades, mas que ao fim e ao cabo teria sido operada por prepostos. Acusação mais vaga e inconsistente impossível.

Está em curso a utilização em larga escala de técnicas de publicidade opressiva visando a destruição da imagem do ex-presidente. A ideia é vencer pelo cansaço, levando os eleitores de Lula, simpatizantes e militantes do PT a desconfiarem de que algo há de errado na conduta de Lula e na sua relação “promíscua” com as empreiteiras. A enxurrada seletiva contra Lula cumpre o objetivo de confundir e dar foro de verdade a essas acusações.

É preciso calma nesta hora. A Globo é inimiga do povo brasileiro. E não podemos fazer o jogo do inimigo. Sabemos que Emílio Odebrecht, cujo dedo acusador tem mirado Lula, é um mafioso sem credibilidade. Outra sábia decisão é evitar a todo custo julgamentos de natureza moral.

Lutar pela democracia hoje é lutar para que Lula tenha garantido o direito de ser candidato. Conclamo a militância da esquerda a desligar a Globo News e marchar para Curitiba. O desafio da resistência democrática é impedir que encostem a mão no Lula.

 

 

*Wadih Damous – Deputado federal (PT-RJ). Foi presidente da OAB-RJ

3 Comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Homeroalvim

23/02/2018 - 17h25

Quanto mais vejo seus comentários,mais me convenço que uma intervenção militar está próxima

Responder

Homeroalvim

23/02/2018 - 17h23

Vocês estão caçando touro pelo rabo, Bolsonaro vai ajudar vocês a manter uma verdadeira democracia kkkj

Responder

Homeroalvim

23/02/2018 - 17h21

Querem enganar quem , vão lutar pela democracia ,como fez Castro e maduro .

Responder

Deixe uma resposta

Recomendadas