Errei, sim. Manchei o meu nome.

Vou ajoelhar no milho, vou beber Campari sem gelo. Vou me jogar no sumidouro.

Não é só a Folha que erramos. Eu também. Para encher o saco do juiz Moro, postei um suposto erro dele. Sua Excelência estava certo. Entenda

 

Peço desculpas a ele e aos milhares que embarcaram na minha canoa furada.

 

Se viva fosse, dona Pité viria puxar meu pé esta noite, preu deixar de ser besta.
Vou ajoelhar no milho, vou beber Campari sem gelo. Vou me jogar no sumidouro.

 

 

 

 

12 Comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

carlos jose de oliveira

30/01/2018 - 12h56

Colheita também assume o significado de ceifar, Moro é um ceifador de direitos.

ceifar
verbo
1.
transitivo direto e intransitivo
cortar ou abater (cereais, ervas etc.) com foice ou instrumento apropriado; segar.
“c. o arroz”
2.
transitivo direto
fig. destruir, extinguir (a vida).

Responder

Luiz Eduardo Amaral

03/06/2017 - 12h19

Mas é divertido provocar os moróides robotizados pela mídia, que despejam sua ignorância nos comentários críticos. Moro é sim um pífio usuário da língua, basta observar seu desempenho verbal nos depoimentos gravados. Bela pauta que merece desenvolvimento

Responder

    José Eduardo Garcia de Souza

    03/06/2017 - 13h54

    Se você acha que Moro é um “pifio usuário da língua” é porque o uso que ele faz dela tem colocado ladrões da cadeia que, sem a sua atuação e a PF, não teriam sido lá postos e continyariam a roubar dinheiro do povo. E ele vai colocar muitos mais ainda – esteja certo e por mais que isto lhe incomode…

Eliana

03/06/2017 - 09h08

É errando que se aprende… kkk

Responder

José Eduardo Garcia de Souza

03/06/2017 - 04h52

Até que o “juizeco de primeira instância do interior”, como os seus detratores (gualitários até a medula… ) são orientados a chamá-lo, tem um vocabulário bom, certo? Mas é bom ver que um erro foi reconhecido. É raro hoje em dia. Boa.

Responder

Fátima Bulcão

03/06/2017 - 01h01

errar é tentar acertar

Responder

Angela

02/06/2017 - 23h32

Talvez um exemplo infeliz. Mas que ele chama a Câmara de CâmEra, chama

Responder

Dona Pité

02/06/2017 - 22h32

Meu filho, pare de ser burro. Vc consegue.
E parabéns pelo blog!

Responder

Rodrigo

02/06/2017 - 20h28

Não peques mais filho !

Responder

Aldo Jung

02/06/2017 - 20h27

Muito bem! Reconhecer os enganos é para os fortes! Fora, Temer!

Responder

Cynthia

02/06/2017 - 19h34

Normal. O português é tormentoso e o Moro espinafragel.

Responder

    Cynthia

    02/06/2017 - 19h36

    EspinafráVel (tem acento?)

Deixe uma resposta

Recomendadas