Delator acusa Serra de ter recebido R$ 52,4 milhões

Ex-presidente da Odebrecht diz que dinheiro foi propina para liberação de crédito e caixa 2 para campanhas eleitorais

Foto divulgação: Facebook

 

O ex-presidente da Odebrecht e delator da operação Lava Jato, Pedro Novis, acusa o senador José Serra (PSDB-SP) de ter recebido R$ 52,4 milhões entre 2002 e 2012. As informações são do jornal Valor Econômico.

Uma propina de R$ 23,3 milhões teria sido paga em 2010, como contrapartida à liberação do governo de São Paulo de R$ 170 milhões em créditos antigos da Construtora Odebrecht com a Desenvolvimento Rodoviário S.A (Dersa), empresa de infraestrutura e transportes paulista. O restante do dinheiro teria sido caixa 2 para as campanhas eleitorais de 2002, 2004, 2006, 2008 e 2012.

Ouvido pela Polícia Federal em junho, Novis mostrou documentos e explicou a origem dos R$ 23,3 milhões. De acordo com o delator, Serra teria dito que seria procurado pelo então presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, para “discutir o projeto das campanhas do PSDB em 2010”.

Nenhum Comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Deixe uma resposta

Recomendadas