Tribunal Popular: Julgamento da Lava-Jato

Grupo de renomados juristas realiza Tribunal Popular sobre a Lava Jato. Fernando Morais, editor do Nocaute, analisa o papel da mídia.

Acompanhe ao vivo o Tribunal Popular da Lava Jato

2 Comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Clá

11/08/2017 - 16h33

Tribunal Popular da Lava-Jato: agora? Agora é tarde! A operação já cumpriu seu papel, qual seja, implodir grande parte do núcleo econômico do país. Agora caminhamos, todos, rumo ao Rio de Janeiro, que é o Estado precursor da Nova Ordem Mundial no Brasil. Logo, todo o país estará na mesma situação do Estado do Rio de Janeiro, e pelos mesmos motivos: implosão do núcleo econômico. A população, no entanto, ainda está olhando o celular, sorrindo e babando. No Rio de Janeiro, a população já passou dessa fase: agora, as pessoas estão percebendo que falta comida na mesa. É a mesma situação: agora é tarde! Mas, em um país onde a classe méRdia frequenta escola apenas para pendurar o diploma na parede – porque é chique! – o que você pode esperar? A classe méRdia estudou História Geral e História do Brasil. Estudou sociologia, filosofia, mas não aprendeu nada. Apenas “tirou o diploma”. Não sabem pensar. Pessoas que estudaram e que, hoje, têm por volta de 60 anos de idade, além de terem estudado, viveram o período da ditadura militar de 64 com idade suficiente para compreender o que estava se passando. Mas não aprenderam: hoje, não conseguem, sequer, perceber alguma mínima semelhança entre o que estamos vivendo agora e o que foi a ditadura de 64. Nem vivendo aprende! É para se desistir de pessoas assim.C

Responder

    tadeu borges

    11/08/2017 - 21h05

    só um detalhe: não tem nada a ver com idade e sim com desinformação. Vivi parte da Ditadura no interior onde vivia jovem, adolescente e não havia informação. havia o medo da repressão. qualquer coisa abaixava-se o tom da conversa pq o vizinho podia ouvir. outra parte vivi em são paulo, na universidade e comecei a ver e enteder o que estava acontecendo e o que significava a Ditadura, as Ditaduras na AL. A grande maioria não saiu do interior e continuou submetido à mesma visão de mundo, tradicional, preenchida de uma igreja mal compreendida, entre um plimplim e outro, manipulada e cheia de preconceitos. Muita gente achava que a Ditadura era boa e que livrou o país de um perigo muito maior: o comunismo! Com mais de 60 tive mais sorte e informação e posso assegurar que vejo com certa clareza o que se passa com o Golpe dos corruptos e os outros golpes na AL!

Deixe uma resposta

Recomendadas