Anthony e Rosinha Garotinho são presos pela PF no RJ

Ex-governadores do estado do Rio de Janeiro foram presos na Operação Chequinho da Polícia Federal; eles são acusados de comprar votos por meio do programa Cheque Cidadão, da prefeitura de Campos dos Goytacazes.

Os ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho foram presos pela Polícia Federal nesta quarta-feira (22) acusados de comprar votos em Campos dos Goytacazes (RJ).

Rosinha foi levada para a sede da Polícia Federal em Campos dos Goytacaezs, no norte do estado. Anthony estava na capital quando foi detido.

A defesa dos dois informou à imprensa que só se pronunciará quando tiver acesso aos documentos que embasaram os mandados de prisão.

Em setembro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) derrubou a prisão domiciliar de Anthony Garotinho (PR).

Ele chegou a ser preso no dia 13 de setembro, depois de ser condenado na primeira instância da Justiça Eleitoral a 9 anos, 11 meses e 10 dias de reclusão, além de multa de R$ 210.825,00.

A pena foi transformada em prisão domiciliar, com uso de tornozeleira eletrônica e outras restrições.

A prisão do casal aconteceu uma semana depois da divulgação de um vídeo em que os dois aparecem na Praia da Reserva, na Barra da Tijuca. Anthony diz que Rosinha cumpriu sua promessa de ir à praia. Com eles, estava a filha dos dois, Clarissa Garotinho (PRB), deputada federal licenciada e Secretária municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação do Rio de Janeiro.

Nenhum Comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Deixe uma resposta

Recomendadas