Alckmin tenta lavar biografia do PSDB e promete desembarque do governo Temer

Governador disse que, caso assuma a presidência do partido, tucanos continuarão apoiando as reformas ainda que deixem a base

Fotos Públcias

O governador Geraldo Alckmin promete que o PSDB vai desembarcar do governo Temer caso assuma a presidência do partido. A declaração, dada em entrevista à Rádio Bandeirantes, soa como tentativa de lavar a biografia do partido que não só articulou o golpe contra Dilma Rousseff como mantém Aloysio Nunes de chanceler.

A decisão de sair ou não do governo provocou um racha dentro do PSDB: o grupo de Aécio Neves de um lado, favorável à aliança, e Tasso Jereissati de outro, defensor do afastamento. O presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, que outrora pediu coerência do partido e a manutenção do apoio ao governo, agora defende o desembarque para não manchar a imagem dos tucanos.

Na entrevista, Alckmin disse ainda que o PSDB continuará apoiando as reformas, mesmo que deixe a base do governo.

A convenção que decidirá quem assumirá a presidência do PSDB acontecerá no dia 9 de dezembro. Os dois pré-candidatos, Marconi Perillo e Tasso Jereissati, retiraram as candidaturas em apoio ao nome de Alckmin.

Leia também: Temer terá muitos representantes em 2018

Nenhum Comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Deixe uma resposta

Recomendadas