Juiz pede prisão preventiva de Cristina Kirchner

Decisão acontece pouco tempo depois de Cristina tomar posse no Senado, no dia 29 de novembro.

O juiz federal Claudio Bonadío pediu a prisão preventiva da ex-presidente e senadora Cristina Kirchner por supostamente ter prejudicado investigações sobre o atentado à AMIA (Associação Mutual Israelita Argentina) em 1994.

O pedido acontece pouco tempo depois de Cristina tomar posse no Senado, no dia 29 de novembro.

A AMIA é um centro da comunidade judaica na cidade de Buenos Aires. Esse atentado foi o segundo contra judeus na Argentina. Em 1992, uma bomba explodiu em frente à embaixada de Israel, causando a morte de 29 pessoas. A comunidade judaica e a Justiça da Argentina atribuem ao Irã e ao Hezbolá o planejamento e execução dos dois episódios.

Veja também:
Avós da Praça de Maio encontram a neta 126

Denúncia contra Cristina Kirchner

O promotor argentino Gerardo Pollicita levou adiante a denúncia feita pelo promotor Alberto Nisman, que já faleceu, e indiciou Cristina em 2015 por suposto favorecimento ao Irã nas investigações.

Além da ex-presidente, foram indiciados o chanceler de seu governo, Héctor Timerman, e os demais envolvidos no relatório de 300 páginas escrito pelo promotor Nisman.

A denúncia é a mesma que foi apresentada por Nisman em 14 de janeiro de 2015, quatro dias antes de ele morrer. Nela, o promotor dizia existir um “plano criminoso destinado a dar impunidade aos investigados iranianos acusados na causa Amia”. Tal decisão foi tomada, de acordo com Nisman, por Cristina.

Em março de 2011, a Justiça argentina iniciou um processo contra o ex-presidente Carlos Menen (1989-1999), alegando que ele encobriu as investigações sobre o atentado durante seu governo.

 

 

Um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Luís Guilherme

07/12/2017 - 12h51

Eu também pedi presente pro Papai Noel.

Responder

Deixe uma resposta

Recomendadas