Forças Armadas da Venezuela aos golpistas: “Vocês vão topar com a férrea resistência dos militares”.

No último domingo, dia 23, a Assembleia Nacional da Venezuela aprovou uma declaração afirmando haver uma "ruptura da ordem constitucional e a existência de um golpe de Estado" em curso no país...

No último domingo, dia 23, a Assembleia Nacional da Venezuela aprovou uma declaração afirmando haver uma “ruptura da ordem constitucional e a existência de um golpe de Estado” em curso no país, supostamente cometido pelo governo de Maduro em relação ao bloqueio do referendo revogatório. Ontem, em meio a protestos dos chavistas, a mesma Assembleia iniciou um julgamento político que pode levar à destituição do atual presidente Nicolás Maduro, embora a Constituição venezuelana não preveja qualquer forma de impeachment.

Enquanto o povo saía às ruas gritando “Venezuela não é Brasil”, o ministro da Defesa, general Padrino Lopez, apareceu na televisão cercado por outros treze generais do Alto Comando Militar, todos em traje de campanha, para anunciar: golpistas que tentarem derrubar Maduro vão topar com a férrea resistência das Forças Armadas. Veja os principais momentos da fala do general López:

 

“Seu verdadeiro propósito não é outro senão afetar gravemente a institucionalidade do país mediante o caos e a anarquia, para finalmente derrubar o governo legitimamente estabelecido do senhor Nicolás Maduro Moros. Para nós Maduro não é representante de uma parcela política, mas o presidente constitucional e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas, que exerce a suprema autoridade hierárquica e a quem reiteramos nossa incondicional lealdade e o inquebrantável compromisso de cumprir e fazer cumprir fielmente a suprema lei da República, que se constitui num pacto de convivência para todos os que vivemos nesta abençoada terra.

Convém ressaltar o respeito que sentimos por todos aqueles que elegeram os atuais deputados da Assembleia Nacional, o mesmo respeito professamos pelos que elegeram o atual Chefe de Estado.

Tudo o que ocorreu nos últimos dias, sem margem a dúvidas, encarna um grave atentado contra a soberania e independência nacional, pois viola flagrantemente o principio de autodeterminação dos povos, assim como serve à cobiça imperial do sistema capitalista mundial.

Em consequência, não nos cansaremos de repetir: quem, sob qualquer pretexto, pretender intervir no solo sagrado da pátria, topará com a férrea resistência dos filhos e filhas de Bolívar e de Chávez, em sua irredutível disposição de defender com a vida cada espaço do território nacional e cada conquista social alcançada. Da mesma forma, exigimos respeito à Constituição e às leis da República.”

 

 

10 Comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

victor hugo barboza pereira

31/10/2016 - 22h29

acontece ,que ,se não existisse um hugo chaves ,um nicolás maduro,na venezuela,eles ja estariam há muito mais tempo na anarquia e no caos ,patrocinado pelos americanos. isso é uma especie de autodefesa de uma nação.no brasil teria que ser assim tambem ,não deixar os golpistas aliados do imperialismo americano,se criarem. aposto que estaríamos numa situação melhor.

Responder

Lógico

28/10/2016 - 15h18

É sério que este blog está apoiando um golpe militar na Venezuela?

Achei que esquerdistas execravam a ditadura militar.

Ah, entendi, uma ditadura, desde que seja de esquerda, é ótima, não é?

Responder

Pensador

28/10/2016 - 14h53

Povo passando fome maduro que se exploda! Assim como outros governos de esquerda!

Responder

Belmira Garcia de Morais

27/10/2016 - 14h51

Por quê as forças armadas no Brasil, não agiram como as forças armadas da VENEZUELA? Isto não ficou explicado aos Brasileiros.

Responder

    marcia freitas

    27/10/2016 - 17h13

    A estrategia envolve inclusive eles também! Eles também estão apoiando o golpe.

MARCO BRITO

27/10/2016 - 10h52

O que o Maduro precisa logo fazer é empoderar o Povo Venezuelano, superar essa história de chavismo, bolivarianismo, madurismo, e avançar com a Revolução Popular, que não vejo mais madura na América do Sul do que lá, e implantar o Socialismo Democrático na Venezuela. O fato é que Maduro está claudicando entre o neocaudilhismo e o neopopulismo, mas liderar de vez a revolução contra a burguesia venezuelana ele vacila. Vai acabar por sendo derrubado pelas elites. ACORDA MADURO!!!

Responder

Vitor Sorenzi

26/10/2016 - 21h31

Igualzinho o exercito brasileiro..

Responder

    Adeliani

    26/10/2016 - 21h55

    Kkkkkk é mesmo! Igualzinho!

    Thiago

    27/10/2016 - 00h38

    Tem razão.. igualzinho kkkk

Deixe uma resposta

Recomendadas