Cubanos vão às urnas para eleger delegados municipais

Eleições deste domingo são as primeiras desde a morte do líder Fidel Castro, há um ano

Um ano após a morte do comandante Fidel Castro, os cubanos foram às urnas neste domingo (27), para eleger os delegados das Assembleias Municipais.

É a primeira eleição desde a morte do líder cubano e desde a retomada das relações com os Estados Unidos.

Segundo a Telesur, mais de seis milhões dos oitos milhões de eleitores cubanos participaram das votações, o que representa quase 73% da população, de acordo com dados da secretaria da Comissão Eleitoral Nacional.

Leia também:

MST entrevista Fernando Morais sobre legado de Fidel Castro

Nada mata Fidel. Nem a morte

Morte de Fidel: imprensa brasileira, mais uma vez, demonstra sua profunda desinformação

As eleições deste domingo são a primeira etapa dos comícios gerais 2017-2018, na qual sairão eleitos 12.515 delegados que integrarão as 168 assembleias do país. No ano que vem, haverá a eleição dos cargos e órgãos do governo nacional e do presidente, sendo que Raul Castro anunciou que não será candidato à reeleição.

No dia 3 de dezembro será realizado o segundo turno das eleições municipais.

Um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do NOCAUTE. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

José Eduardo Garcia de Souza

27/11/2017 - 12h07

Certo. Mas quantos partidos há em Cuba? É só uma pergunta…

Responder

Deixe uma resposta

Recomendadas